Blog ainda em fase gama-2, pedimos desculpas por eventuais pelo transtorno.

Mineiração de Dados em Odontologia

Em tempo de Bitcoins e outras moedas virtuais denominadas criptomoedas, a Odontologia não pode parar.

Por isso, o Tablóide da Odontologia, que está completando 10 anos em 2017, ainda em fase Gama-2, ressurge das cinzas ("O Campeão voltou!!!) e impõem uma reflexão ...

Você, caro dentista (ou dentista caro) está preparado para o hoje?


No mundo de hoje,  de alta competitividade em todas as profissões, não basta apenas "saber muito" sobre a profissão, mas "saber muito" sobre o seu negócio.

O "CHÁ" da Administração contemporânea é composto tríade formada pelo conhecimento, habilidade e atitude diante das oportunidades e ameaças a que estamos submetidos diariamente.

Não basta adotarmos apenas sistemas transacionais no nosso consultório, do que adianta um monte de dados guardados se não tranformamos em informação e em conhecimento para tomadas de decisão.

Que tal termos atitude daqui para frente e adotar sistemas inteligentes, as ferramentas de mineiração de dados (data mining), que irão trabalhar para gente transformando dados estáticos em informações relavantes para a nossa Empresa?

O Business Intelligence (BI) é a realidade hoje em dia para quem busca sair a frente dos concorrentes, permitindo detectar a tendência de mercado de forma precoce, aumentando a fidelidade da clientela e da procura por clientes potenciais.

Pode  (e deve) ser utilizado no cotidiano do dentista, de brinde deixamos um artigo científico em português provando a sua utilidade, mas como nosso público tem qualidade sabemos que irão procurar se aprofundar no assunto.

 Aplicação de Mineração de Dados em uma Base Odontológica - Cunha & Dias (formato .pdf, tamanho 253 kb)



Votação: Dente de Renan Calheiros cai durante coletiva








Bela Gil e os efeitos milagrosos da Cúrcuma


A (sub)celebridade Bela Gil (Quem?) sugeriu na Rede Social o uso de cúrcuma no lugar de dentifrício durante a higiene oral.




E para dizer que ela não tinha pirado o cabeção ela colocou um post em seu site oficial com artigos científicos validando sua tese.

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, por sua vez, já veio a imprensa alertar que o uso desse suposto medicamento pode ser um trazer um grande risco a população. O incipiente trabalho científico a respeito do uso de cúrcuma (também conhecido como açafrão), de carvão ou de óleo de coco não é (nem um pouco) suficiente para indicá-lo na substituição do creme dental fluoretado.

Por ora indicamos a cúrcuma no belo prato Curry Rice (Karêraisso, como dizem os japas) para esquentar esse inverno brasileiro.


Fiscal do CROSP: servidor ou empregado público?



O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo – CROSP, Autarquia Federal,  abriu inscrições de Seleção Pública para a contratação de empregados públicos, entre eles os colegas fiscais.  O candidato será contratado pelo regime da CLT  com uma resalva constando no edital "ou outro (regime) que lhe sobrevenha por alteração legislativa ou decisão judicial" 

Atualmente, os conselhos profissionais, que orientam e fiscalizam profissões regulamentadas, apesar de possuírem o Regime Jurídico Único como regime obrigatório desde o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) n. 2135/DF, pelo Supremo, em 02 de agosto de 2007, não tem adotado um modelo definido em suas contratações. Nessas autarquias, encontram-se funcionários trabalhando tanto sob o regime celetista quanto sob o Regime Jurídico Único (RJU). 

Dentista Famoso na São Silvestre

Lúcio Monteiro, de 42 anos, dentista goiano, é atleta e artista nas horas vagas, hoje ele estará participando de sua 16a. edição da São Silvestre.


Não é atoa que ele sempre aparece entre os 25 000 anônimos, suas fantasias são realmente bem boladas e chama demais a atenção do público.


Com todos esses trambolhos, Lucio Monteiro costuma completar a prova apesar de não ser o mesmo jovem de 16 anos atrás.


Eis as imagens de algumas das outras fantasias que ele utilizou:

ANTI-APAGÃO:
TORRE DE TRANSMISSÃO

História da Odontologia no Brasil.


     
      A Odontologia praticada no século XVI, a partir da descoberta do Brasil por Pedro Álvares Cabral em 22 de abril de 1500, restringia-se quase que só as extrações dentárias. As técnicas eram rudimentares, o instrumental inadequado e não havia nenhuma forma de higiene. Anestesia, nem pensar. O barbeiro ou sangrador devia ser forte, impiedoso, impassível e rápido. Os médicos (físicos) e cirurgiões, diante tanta crueldade, evitavam esta tarefa, alegando os riscos para o paciente (possibilidade de morte) de hemorragias e inevitáveis infecções. Argumentavam que as mãos do profissional poderiam ficar pesadas e sem condições para intervenções delicadas. Os barbeiros e sangradores eram geralmente ignorantes e tinham um baixo conceito, aprendendo esta atividade com alguém mais experiente.

Dente de Leão (dent-de-lion)



   É uma planta do gênero Taraxacum, das quais a espécie mais disseminada é a Taraxacum officinale. Segundo o wikipédia apresenta também a seguinte sinonímia: taráxaco, amor-de-homem,amargosa, alface-de-cão, salada-de-toupeira, quartilho, taráxaco, amor-dos-homens, o-teu-pai-é-careca, pegadas-de-homem-branco, dandelion.

   Nativa da Euroásia, tem um alto potencial biótico devido à facilidade com que suas sementes são disseminadas pelo vento, aqui em São Paulo essa planta também está presente. Dizem que tem poder também medicinal, chás fitoterápicos teriam poder diurético.

   Seu nome tem origem britânica, será que teria alguma coisa a ver com o lendário e afoito ex-piloto de Fórmula-1, o Leão Inglês Nigel Mansell?