Blog ainda em fase gama-2, pedimos desculpas por eventuais pelo transtorno.

Pacientes não conseguem e nem devem esconder distúrbios alimentares de dentistas ( bulimia, anorexia nervosa, transtorno da compulsão alimentar)

Distúrbios alimentares afetam negativamente a saúde bucal


      Enquanto a conexão entre a saúde oral e saúde sistêmica, tem sido bem estabelecida, o que a maioria das pessoas não sabe é que os dentistas generalistas geralmente estão em condições de detectar as condições sistêmicas.

       Segundo um artigo publicado na revista mensal da Academy of General Dentistry (AGD) dos Estados Unidos, os dentistas podem ser prestadores de cuidados de saúde em primeiro lugar perceber indícios de um distúrbio alimentar, como anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno da compulsão alimentar.

      Isso porque os primeiros sinais de um transtorno alimentar pode se manifestar na boca: sensibilidade, a erosão dos dentes, boca seca, um elevado número de cáries e aumento das glândulas salivares que causam as bochechas inchadas são sinais de que um paciente pode estar sofrendo de um distúrbio alimentar.


     A auto-indução de vômitos repetidos que ocorre com muitos desses pacientes apresenta ácido do estômago corrosivos na boca, que corrói o esmalte dos dentes E escovar os dentes imediatamente após o expurgo pode amplificar o dano, porque na verdade você está escovando ácido no dente mais superfícies, aumentando a ação erosiva.
      Outra dica de um transtorno alimentar é uma abundância de cavidades durante um curto período de tempo: A concentração de açúcares nos alimentos provocam aumento da acidez na boca, enquanto o ato de provocar o vômito banha os dentes com ácido que tem um poder destruição muito grave.

Cirurgião Dentista: Harlem Shake Odontológicos



     O Harlem Shake (Inglês: Shake significa se requebrar), é um hit da Internet ou um Meme que obteve enorme sucesso em Fevereiro de 2013. A música original foi desenvolvida pelo DJ norte-americano Baauer. O vídeo original foi postado na internet no dia 22 de maio de 2012 no YouTube. Ele não adotava o modelo de seu Meme, com pessoas dançando aleatoriamente, como um Flash Mob.
    É, simplesmente, um vídeo de 3 minutos e 17 segundos onde se tem a famosa música completa como faixa de áudio e a capa do álbum que a música pertence como vídeo. O vídeo viral que começou a febre do Harlem Shake pelo mundo foi postado no YouTube no dia 02 de fevereiro de 2013.
     Nele, mostra-se apenas 36 segundos da música original e mostra, também, quatro amigos dançando com um vestido de ET, outro vestido de Power Rangers, outro vestido de Chinês e o último vestido com uma roupa cor de rosa.
      O sucesso desse vídeo causou grande apreciamento pelo mundo todo, fazendo o viral ser reproduzido com elementos diferentes por centenas uploaders e vistos por milhões de pessoas em muito pouco tempo.
(Yahoo! Respostas)
Nossa seleção de alguns vídeos da febre do Harlem Shake relacionados a Odontologia: 

 

Volante Magrão sem os dentes - 2004 - Direto do túnel do tempo

POSTAGEM RECUPERADA

Ano: 2004 
Torneio: Campeonato Paulista de Futebol


Postado originalmente: 08/04/11 - 18:21


Volante Magrão já sem os 3 dentes perdidos durante a derrota do Palmeiras por 1 a 0 contra o Azulão, volante levou uma porrada involuntária do Zé Carlos. 










UPGRADE: 24/06/2011 - A FOTO DO "MAGRÃO SEM OS DENTES":

Boutique do João Dentista: Odontologia, Perfumes e Biquinis :: Paraty - RJ


POSTAGEM RECUPERADA

Sensacional a beleza singular que o litoral brasileiro proporciona aos seus moradores locais (caiçaras) e aos turistas brasileiros e aos gringos.


Imagina você passando suas férias numa paradisíaca cidade como é o município de Paraty e necessita de um tratamento odontológico com urgência, que tal deparar com a boutique do Dr. João?


Lá você vai cuidar de seus dentes e levar sua esposa para comprar um perfume novo e um biquini da moda ...



A Odontologia Comética ao pé da letra.



FUVEST Profissão Dentista - Concorrência em Odontologia nos Vestibulares 2013, 2012 e 2011



Odontologia foi um dos cursos mais valorizados e concorridos nas principais faculdades do país até o começo dos Anos 90.


 A concorrência era tão grande que chegava a uma proporção de 30 ou até 40 candidatos/vaganas principais universidades públicas brasileiras.


Bons tempos aqueles em que bastava apenas ao acadêmico em odontologia levar o curso a sério, abrir o consultório e colher o$ fruto$.


Hoje o momento é outro, muita oferta de profissionais para pouca procura por parte da população que prefere gastar  R$500 por mês para tratar do cabelo do que cuidar de sua saúde bucal. 


Concorrências entre profissionais de saúde cirurgiões-dentistas e o empresariado odontológico (Imbras, Convênios, Cupons de Clareamentos, Clínicas Pops, etc.) tem contribuido para a queda da relação candidato/vaga em grandes faculdades de odontologia, muitos cursos particulares de qualidade duvidosa fecharam por falta de interesse.


Leia: qual o piso salarial do médico e do dentista brasileiro.







Se antigamente pais dentistas "obrigavam" seus filhos a seguir sua carreira, hoje ocorre o contrário, eles desestimulam, o cirurgião-dentista que incentiva o seu filho a seguir seus passos é quase que considerado um criminoso ou no mínimo um ser desnaturado, desprovido da razão.


Notamos, porém, que nos últimos anos,  a concorrência nas vagas em cursos de formação de bacharel em Odontologia nas principais universidades estaduais de São Paulo deu uma estabilizada:

A Odontologia na era da informação


Terceiro milênio, século XXI, mundo globalizado, crise do capitalismo e do neoliberalismo.  A contemporânea ordem mundial está totalmente dependente da era digital e a odontologia não pode se distanciar dessa tendência: 





Auxiliar de Saúde Bucal demitida por ser Gostosa

"Atraente e irresistível"

Nos Estados Unidos um dentista demitiu sua auxiliar por considerá-la uma ameaça ao seu matrimônio.

Melissa recorreu ao "STFamericano" mas foi derrotada por unanimidade.


                                                                Foto: reprodução CNN


FONTE: G1 e Agências Internacionais